Sabe aquela história da banda dura e obscura que é muito influente, e acaba inspirando uma banda novata que fica triliardária? Aconteceu com o Flipper, banda de noise-rock da Califórnia. Krist Novoselic e Kurt Cobain, do Nirvana, sempre foram generosos em elogios aos autores do clássico disco Album – Generic flipper, de 1982.

O Flipper – que entre idas e vindas está aí até hoje – é bem anterior ao Nirvana. Surgiu em 1979. O guitarrista Ted Falconi, um de seus fundadores, lutou na Guerra do Vietnã. “Se eu não tivesse ido para lá, provavelmente nem teria montado o grupo”, contou o músico certa vez, justificando a sonoridade abrasiva e crua do grupo. Surgido de defecções das bandas The Sleepers e Negative Trend, o Flipper tem outro integrante fundador ainda presente, o baterista Steve DePace.

Aqui, você confere um papo bem detalhado com Falconi, no qual ele fala a respeito dos tempos dele no Vietnã. O guitarrista do Flipper conseguiu um trabalho no sistema de comunicações, o que o tirava do combate mas não o livrava de riscos. Mísseis passavam perto de seu escritório e alguns deles deixaram crateras bem próximas do local onde Falconi trabalhava.

Mais: ele garante que o fato de ter levado uma prancha de surfe para a província de Da Nang inspirou uma cena do filme Apocalypse now. “Lembra que eles falam sobre surfe em Da Nang? Eu era o único cara que tinha uma prancha de surfe em Da Nang”, conta.

A formação mudou bastante e, desde 2015, inclui nos vocais David Yow, outro ídolo de Kurt Cobain, criador de bandas de noise rock como Jesus Lizard e Scratch Acid. Até Krist Novoselic chegou a tocar baixo no Flipper por alguns anos na década passada. Olha ele aí, tocando com a banda em 2008, num show na mitológica loja de discos Amoeba.

O Flipper enfrentou situações trágicas de 1979 para cá. Dois baixistas do grupo, Will Shatter e John Dougherty, morreram de overdose – em 1987 e 1992, respectivamente. Bruce Loose, vocalista que esteve à frente da banda durante a maior parte de sua história, chegou a abusar do humor corrosivo ao afirmar que “o Flipper é igualzinho ao Spinal Tap, com a diferença é que é sempre o baixista que morre”. A banda-de-mentirinha popularizada pelo filme This is Spinal Tap, de 1984, era conhecida por perder todos os seus bateristas em circunstâncias bizarras, que iam de excesso de drogas ao engasgo pelo próprio vômito. Não foram só os baixistas, na real: o primeiro vocalista da banda, Ricky Williams, demitido logo nos primeiros anos, morreu de overdose em 1992.

Agora, todo esse introito é para falar que alguém com muito tempo livre fez uma versão de CINCO HORAS E MEIA do gozadíssimo primeiro single do Flipper, Brainwash. Olha aí.

A música, que no original tinha mais de seis minutos, já tinha a mesma base punk sendo repetida várias vezes, com a letra se resumindo a versos gaguejados: “Uhm/Ok, like/S-see there’s this… and… well/And the, the… nevermind/Forget it, you wouldn’t understand anyway”. Se você queria encher o saco dos seus vizinhos durante mais de cinco horas com um som maluco, tá aí a chance. De nada.

Foto lá de cima: Malco 23/Wikimedia Commons

(pauta sugerida por Luciano Cirne)