O POP FANTASMA relembra diariamente alguns discos que estão fazendo aniversário. Os textos serão escritos e postados com total desrespeito ao velho apetite do jornalismo por datas redondas, clássicos indiscutíveis (opa, alguns dos que vamos colocar são clássicos sim) e efemérides de meter medo.

Por ordem cronológica: uma curiosidade que faz anos hoje, dia 3 de fevereiro, é o clássico álbum (mais lá fora que no Brasil) “Love story” (1971), do entertainer John Williams. Williams lançou a célebre faixa-título no disco, e ela dividiu espaço na tracklist com artistas “jovens” (o cantor tinha pra mais de 40 anos quando esse disco saiu) como George Harrison e James Taylor…

… “Difficult to cure” (1981), quinto disco do Rainbow e pesadelo de muitos fãs radicais, também faz aniversário. Ronnie James Dio já estava circulando por aí com seu trabalho solo e o vocalista foi Joe Lynn Turner foi recrutado por Richie Blackmore para ficar à frente do grupo. A faixa-título, que você já conhece, tocou sem parar no rádio…

… Parabéns também para “Powerlight” (1983), disco do Earth, Wind & Fire, do hit “Fall in love with me”…

… E para o segundo disco do The Firm, banda que reunia Jimmy Page (Led Zeppelin) e Paul Rodgers (Bad Company, Free). “Mean business” saiu há 31 anos…

… “Of chaos and eternal night”, EP do Dark Tranquility, faz 22 anos..

… “Earthling”, de David Bowie, completa 20 anos – e é o disco de “I’m afraid of americans” (epa) e “Little wonder”…

… “Freak show”, segundo disco do Silverchair, também tá fazendo 20 anos. Em homenagem à classe política brasileira, peguem aí “Lie to me”…

… e vai rolar a festa para “Too much information”, quinto disco do Maximo Park, lançado em 2014.