Para homenagear nosso ídolo David Bowie, que completaria 71 anos hoje, a Parlophone Records soltou uma versão demo do sucesso Let’s dance, de 1983.

A demo foi gravada na Suíça ao lado do produtor Nile Rodgers, que foi visitá-lo por lá (Bowie vivia no país) no fim de 1982 para alinhavar a produção do próximo disco do cantor. O disco, você sabe, se tornaria Let’s dance (o da faixa-título, de Modern love, China girl e outras).

Nile animou-se tanto com a produção de Bowie que a dupla correu atrás de músicos por lá mesmo, com a ajuda de Claude Nobs, criador do festival de jazz de Montreux. E foi gravar demos. Além de um baterista e um guitarrista não-identificados, entrou o turco Erdal Kızılçay, que mais tarde trabalharia com Bowie em Labyrinth (1985), The Buddha Of suburbia (1993) e Outside (1995). Rodgers, como declarou numa declaração publicada no site de David Bowie, quer achar esses músicos desconhecidos. “Avise a gente!”, contou.

“Fui abençoado com uma carreira maravilhosa, mas minha parceria criativa com David Bowie está no topo da lista das minhas mais importantes e gratificantes colaborações. Esta demo dá a você, fã, uma visão de olho de pássaro do início dele! Acordei na minha primeira manhã em Montreux com David olhando por cima de mim. Ele tinha um violão acústico nas mãos e exclamou: ‘Nile, querido, acho que isso é um HIT!’.
Esta gravação foi a primeira indicação do que poderíamos fazer juntos (…) Foi modelo não só para Let’s dance, mas também para o álbum inteiro (…). O tempo que passamos mixando a música antes do Natal no deixou cheios de lágrimas, pois parecia que David estava na sala conosco. Feliz Aniversário, David, eu amo você e todos nós sentimos sua falta!”.