Continuando a postura política que adotam desde seu primeiro disco, Como qualquer outra coisa, de 2004, a banda carioca El Efecto posicionou-se contra a Reforma da Previdência em seu mais novo clipe, O drama da humana manada, que une rock e samba. O single adianta o próximo álbum do grupo, Memórias do fogo, que sai em março pelo selo Sagitta Records.

“É uma música contra a reforma trabalhista e as formas de exploração e alienação do trabalho. Contra o discurso da meritocracia, e a reforma da previdência. Enfim, um samba abordando esse drama, essa luta que se faz urgente no atual contexto de precarização da vida”, explica Tomás Rosati, vocalista, cavaquinista e percussionista da banda. “Pra quem vive numa grande cidade, o vai-e-vem no transporte coletivo é mais um sintoma dessa desgraça, da circulação desigual do dinheiro, da distribuição desigual dos serviços e dos bens, da concentração da riqueza. Mas na música, o trem pode ser também uma metáfora dessa máquina onde estamos confinados, marchando contra nossa vontade. Nossa missão é puxar o freio de emergência”.

O single teve produção de Patrick Laplan, Tomás Alem e El Efecto. Olha o clipe aí.