“Uma gravação EMI? Obrigado a George Martin, Geoff Emerick e Philip McDonald”. Talvez a zoação com o produtor e os técnicos de som dos Beatles tenha sido, er, exagero. Isso estava na ficha técnica de Fuck EMI, disco bizarro lançado em 1989 por um selo chamado Rubber Bugger Discs, e que zoava cruelmente a velha gravadora britânica e seus contratados.

Na capa, um infeliz mostrava a bunda no velho muro de Abbey Road. Na contracapa, integrantes de uma das bandas repetiam a capa do disco Abbey Road, dos Beatles, mas como vieram ao mundo. Na arte interna, um manifesto das bandas reclamava que a EMI estava envolvida na fabricação de armas nucleares, e no trabalho análogo à escravidão na África do Sul.

O velho selo da EMI ganhava um “fuck” no lado A do álbum – e não havia música alguma de Sheena Easton gravada ali.

O repertório de Fuck EMI era formado basicamente por covers ou paródias de clássicos que ajudaram a pavimentar o selo – alguns eram zoações cruéis com os originais. Isso aí, se você nunca escutou falar, é uma banda chamada Ex Pistols, que zoava os Sex Pistols com conhecimento de causa. O líder do grupo era o produtor Dave Goodman, que chegou a produzir bandas como os Pistols, Vibrators e UK Subs.

https://www.youtube.com/watch?v=TXfGgFtFOoE

Isso aí são os Ex Pistols sacaneando Anarchy in the UK, dos originais, sob o título 486 4488 – era o número do telefone da sede da EMI. Goodman chegou a ganhar um processo de John Lydon, vocalista dos Sex Pistols, que proibiu em 1992 o lançamento de um disco-paródia chamado Deny. Em alguns projetos, Goodman contou até com a ajuda de outros ex-integrantes dos Pistols, como Glen Matlock, Paul Cook e Steve Jones.

https://www.youtube.com/watch?v=ulL4YzbrZhc

Já isso aí de cima é o Citizen Dick, projeto maluco capitaneado por Dick Lucas, vocalista da banda britânica Subhumans. A zoação de Withering depths é com Wuthering heights, hit de Kate Bush. A faixa do Citizen misturava vários samples da canção em meio a colagens sonoras bizarras. Óbvio que nem em sonho esses samples seriam autorizados.

https://www.youtube.com/watch?v=jNenSExuei8

E isso é o Chumbawamba, banda que – conforme você leu aqui mesmo no POP FANTASMA – seria contratada na década seguinte pela própria EMI e estouraria com Tubthumping. No disco, eles fizeram uma versão comportadinha de Heartbreak Hotel, sucesso de Elvis Presley (que nunca gravou pela EMI). Danbert Nobacon, vocalista do grupo e astro do meio indie-ferradão desde 1980, preferiu juntar duas músicas dos Beatles e atacou de Piggies in Revolution 9. Essa aí de baixo.

https://www.youtube.com/watch?v=obx_BsfqKOA

Pega aí o disco todo e divirta-se. Fuck EMI ainda contém maluquices como Gold, Frankincense + Disk- Drive aterrorizando Bohemian rhapsody, do Queen, e um troço chamado Thought Police fazendo o mesmo com Yellow submarine, dos Beatles.

1 Comentário

  1. […] Goodman ainda lançou um disco, Diary of a good man, antes de morrer (partiu em 2005 de ataque cardíaco em sua casa, aos 44 anos). Também teve uma paródia de Anarchy in the UK intitulada 486 4488, feita pelos Ex Pistols, incluída na bizarra coletânea Fuck EMI, lançada por um coletivo de bandas punk com o único objetivo de sacanear a gravadora britânica. O título da música dos Ex Pistols era o telefone da EMI em Londres (já falamos desse disco aqui).  […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here