Vinte anos depois (e muitas drogas e rehabs depois, também) do segundo disco, Stupid, stupid, stupid, quem tá de volta é o Black Grape. Defecção bizarra dos drogadaços Happy Mondays, e banda queridíssima da onda alternative dance dos anos 90, o Uva Preta soltou em agosto o terceiro disco, Pop voodoo. O disco novo (muito bom, por sinal) foi puxado pelo single Everything you know is wrong, cujo clipe zoa impiedosamente Donald Trump e seus eleitores.

O Black Grape, que jura ter feito o novo disco em quatro semanas, tem hoje só os mandachuvas: o vocalista Shaun Ryder e o rapper Kermit. Nem mesmo o dançarino e percussionista Bez está nesse retorno (ele passou um tempo preso por agredir fisicamente a namorada e parceira musical Monica Ward e tem feito atuações como DJ). Acabou sendo mais tranquilo para Ryder fazer logo um disco inteiro do Black Grape justamente pelo esquema bem menos zoado do projeto.

“Somos só eu e Kermit, mais fácil. Tenho só um parceiro para fazer as músicas e é mais divertido”, contou num papo com o site Gigslutz. No mesmo papo, Ryder disse que para 2018 deve vir o tão aguardado disco dos Happy Mondays, já que “é o que Alan McGee (presidente do selo Creation) quer e geralmente ele consegue o que ele quer”. Os excessos não foram molezinha para a dupla: Kermit, diz Shaun, teve que colocar uma válvula tirada do coração de um porco (!) numa cirurgia cardíaca. “E frequentemente ele tem que substituí-la por uma outra, tirada de outro porco. Eu acabei de operar uma hérnia”, contou.

Agora pode parar de ler e escute logo o disco!

Aliás pega aí os Happy Mondays tocando Kinky afro, o hit deles que provavelmente quase todo mundo conhedce, no Rock In Rio II, em 1991. Na época, Shaun declarou que traria tabletes de ecstasy para o Brasil, mas desistiu da ideia.