A não ser que você seja fanático por viagens (e tenha grana para sair do Brasil, o que evidentemente não é possível fazer agora) ou tenha filhos que passem o dia vendo TV, ou seja fanático por desenho animado, você se bobear nunca soube disso: o canal Nickelodeon montou um hotel na década retrasada.

O empreendimento foi montado em hotéis Holiday Inn em Orlando, começou a apresentar características típicas de negócio montado às pressas, e fez areia em alguns anos. A ideia foi se aproveitar do sucesso enorme que os personagens do canal estavam fazendo coma criançada. Especialmente o Bob Esponja, que em pouco tempo começou a ganhar ares de Mickey Mouse do canal.

>>> Veja também no POP FANTASMA: Halyx: quando a Disney lançou uma banda de rock inspirada em Star Wars

O canal Defunctland conta em vinte e poucos minutos (em inglês, com legendas automáticas em inglês e português) as histórias do hotel da Nickelodeon. E revela que o tal hotel da Nickelodeon esteve longe de ser um empreedimento feito no mesmo 100% de profissionalismo dos projetos da Disney.

Para começar, os personagens da Nickelodeon, com olhos enormes e caras largas, eram bastante complicados de serem transformados em fantasias para serem usadas por atores. O mais fácil era imaginar crianças apavoradas com o visual anfetaminado dos bonecos. Os preços das hospedagens também não eram dos mais convidativos. O hotel depois se mandou para Punta Cana, na região da República Dominicana, e depois abriu um outro no México. Os dois endereços ainda existem, inclusive.

>>> Saiba como apoiar o POP FANTASMA aqui. O site é independente e financiado pelos leitores, e dá acesso gratuito a todos os textos e podcasts. Você define a quantia, mas sugerimos R$ 10 por mês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here