Moço (e moça), olha o vexame. O ambiente exige respeito. Mesmo que seja um cinema drive-in perdido nos cafundós dos Estados Unidos durante os anos 1960/1970, que além de casais apaixonados, também recebe crianças, adolescentes, famílias inteiras em busca de diversão, etc. Foi o que pensaram os diretores desse tipo de local quando aprovaram o filmete abaixo, que avisa para quem tiver qualquer tipo de dúvida que mesmo com o “bichinho do amor” solto pelo ar, “demonstrações públicas de afeto” não serão aceitas. Aparentemente esse filminho foi feito lá pelos anos 1970.

Como dá pra ver até em séries como That 70’s show, os cinemas drive-ins eram a maior diversão para o povo norte-americano durante vários anos – e muita gente que não podia pagar um motel ia mesmo era se divertir com a namorada ou o namorado num deles. Tem um link do Archive.org que coleta vários desses filminhos de intermission. Esse aqui abria os serviços.

Um desenho animado de abertura para os filmes. Se fosse hoje, teria um aviso para você desligar seu celular, claro.

Psicodelia para avisar que tem doces, hambúrgueres e isqueiros (!) sendo vendidos no drive-in, e assustar criancinhas.

Um patrocínio Coca-Cola.