David Bowie era chegado a um Museu de Arte Contemporânea – o de Niterói, por exemplo, ele chegou a visitar, numa de suas raras vindas ao Brasil. E o MAC do Canadá recebeu uma exposição de sua vida e obra que ficou famosa, David Bowie is.

Essa mostra, que foi concebida em Londres, no Victoria and Albert Museum, e chegou a vir a São Paulo, ficou em Toronto de 23 de setembro até 4 de janeiro de 2015. Os organizadores reuniram 300 peças do acervo de David Bowie que ajudavam a contar sua história na música e na cultura pop. Em São Paulo, a expo contou apenas com parte do catálogo.

Um detalhe bem interessante foi o cardápio de quitutes inspirados na obra de David Bowie que o bar do MAC de Toronto, o Puck’s Cafe, ofereceu. Se quiser tentar fazer em casa, vai aí: o local colocou no menu itens como Ziggy Stardust Schmaltz (variedade de queijos, cogumelos em conserva, castanha de caju cristalizada, baguete grelhada), Modern Love (tofu defumado e salada de toranja) e Starman Wings (frango frito desossado).

E tem ainda os drinques que o bar tinha colocado à disposição do público. Se estiver na pilha de tentar reproduzir em casa, vai aí: Rock and Roll Suicide (pedras pop vermelhas, rum branco, limonada, purê de framboesa, framboesa), Rebel Rebel (açúcar de gengibre, xarope de mel e gengibre, vinho espumante, tomilho primavera, limão) e China Girl (vodca citrus, chá verde gelado, xarope de jasmim), entre outras iguarias inspiradas nos nomes de músicas de Bowie.

Via Eater