Their satanic majesties request não é bem uma unanimidade na história dos Rolling Stones. Pensando bem, a situação é bem mais maluca: o álbum “psicodélico” do grupo britânico, lançado em 1967, é tratado com ironia fina por Mick Jagger e real desprezo por Keith Richards.

O vocalista, ao se referir ao álbum, afirmou certa vez que ele é “como achar que tudo o que você faz é maravilhoso e não precisa de edição alguma”. O guitarrista – o mais novo ex-beberrão da praça – contou que basicamente o grupo tinha ouvido Sgt. Pepper’s, dos Beatles, lançado pouco antes, e achou por bem não ficar para trás na onda da psicodelia. “Mas o disco é um lote de porcaria”, detonou na lata.

Se Their satanic… tivesse seguido o projeto original do grupo, pelo menos uma bela encrenca aguardaria uma banda que já estava naturalmente sujeita a todo tipo de problema. O título de trabalho do disco era Cosmic Christmas e, na capa, Mick Jagger posaria pelado e pregado numa cruz. A Decca, gravadora do grupo, não achou a ideia boa.
Seja como for, o nome Cosmic Christmas acabou vazando para uma vinheta de poucos segundos incluída no fim do lado A do álbum, colada na extensa Sing this all together (See what happens). É essa aí.

No vídeo acima, ela aparece em duas velocidades. A primeira, é a que você ouve no disco. A segunda, está em velocidade maior, e dá pra perceber que é uma zoação com o tema natalino tradicional We wish you a merry Christmas, tocado num oscilador pelo baixista Bill Wyman e recitado também por ele com voz distorcida.

Diz o site Discogs que saiu um single Cosmic Christmas pirata, lançado “lá por dezembro de 1978 ou 1979”, com algo entre 250 e 1000 cópias prensadas, em vinil colorido. Olha as imagens dele aí.

Cosmic Christmas: o Natal psicodélico dos Rolling Stones em 1967 Cosmic Christmas: o Natal psicodélico dos Rolling Stones em 1967

E olha Sing this all together (See what happens) com Cosmic Christmas no finalzinho, num dos vídeos lançados pela ABKCO (empresa criada pelo “empresário do mal” Allen Klein) pelo cinquentenário de Their satanic, que rendeu até relançamento.