Você pode não saber, mas o estúdio Electric Lady, criado por Jimi Hendrix pouco antes de morrer, passou por maus bocados recentemente. A casa estava com poucas gravações agendadas (chegaram a contar dez dias sem que os aparelhos fossem ligados). Os artistas estavam preferindo realizar seus trabalhos em estúdios caseiros, ou em lugares com configuração diferente.

O local, conhecido pelo seu pé direito “diferenciado”, estava precisando de reformas básicas – que ninguém fazia. Até que um dos empossados diretores do estúdio meteu a mão na massa, chamou pedreiros, gastou grana e passou a convidar artistas conhecidos para realizar gravações lá, de graça. Depois de alguns anos, o jogo virou e o Electric Lady passou a valer o investimento.

Hoje, ao que parece, as coisas andam mais agitadas por lá. É o que explica essa reportagem levada ao ar em fevereiro pela CBS, que mostra nomes como Dan Auerbach (Black Keys) e Roger Waters fazendo sessões de estúdio no Electric Lady e explicando porque é que o estúdio, depois de vários anos, continua tão especial. Confere aí. E será que Jimi, o gato do estúdio, é mesmo a reencarnação do fundador da casa?

Mais Jimi Hendrix no POP FANTASMA aqui.