Debbie Harry, que novidade, trabalhou para a BBC. Foi num curto período, nos escritórios da rádio em Nova York, nos quais ela atuou como secretária e datilógrafa, lidando direto com as equipes dos programas. Essa foi uma das histórias que a cantora do Blondie contou, ao lado de seu parceiro Chris Stein, durante uma visitinha que ela fez a um programa infantil da BBC, o Swap Shop, em 22 de dezembro de 1979, pouco antes do Natal.

O Blondie, na época, estava fazendo bastante sucesso e tinha lançado recentemente o quarto disco, Eat to the beat. O álbum cumpria bem a missão de suceder Paralell lines (1978), o disco do grande hit Heart of glass, e Debbie afirmava que basicamente ia descansar no final do ano para vir com a turnê do novo disco (que havia sido lançado em setembro) no começo de 1980. Chris, que atuava como fotógrafo nas horas vagas (clicou Debbie algumas vezes e você já viu isso até mesmo aqui no POP FANTASMA) levou sua câmera fotográfica para o estúdio da BBC e contou um pouco sobre como a banda se conheceu e se formou.

Para quem se interessa por detalhes malucos do mundo pop, rola uma discussão pra lá de estranha entre Chris Stein e o apresentador do programa, Noel Edmonds, a respeito do sucesso da banda nos Estados Unidos, já que o Blondie era grande na Inglaterra na época. “Estamos bem, não somos como um Fleetwood Mac mas estamos por cima”, conta Stein, citando uma das bandas-mania da época.

“Curioso você falar isso, o Fleetwood Mac não é tão grande aqui”, retruca Edmonds, falando sobre a banda de origem inglesa, mas que andava lá pelos EUA na época. Começa um papo nada infantil sobre artistas americanos que não fazem sucesso na Inglaterra (ou o oposto) que deixa Stein e Debbie visivelmente entediados e constrangidos.

Depois chega um dos momentos mais queridos do programa: quando Chris e Debbie pegam o telefone da atração e responde às perguntas das crianças que conseguem ligar para a atração. Entre as questões: “Qual foi o momento mais legal da sua vida?”, “A Debbie já fez algum esporte?”, “O grupo ganhou esse nome por causa da cor do seu cabelo?”.