Em 1979, ano anterior a seu assassinato, John Lennon talvez ficasse intrigado se desse uma olhada no disco recém-lançado pelo luso-brasileiro Roberto Leal. Entre fados, viras e ritmos portugueses, o álbum trazia uma versão lusitana de Hey Jude – canção que, apesar de creditada a Lennon & Paul McCarney, é só desse último – cujo nome era Recado a John Lennon.

Apesar do título da música, calma. Roberto Leal não previu na canção o que aconteceria com Lennon, nem tampouco a letra diz “cuidado com fãs de miolo mole”. Na letra, ele só fala da saudade dos Beatles e diz ao cantor que “não sei quem foi que te mudou, não fiques só/junto aos outros três és bem melhor”. Se bem que lá tem um verso que se tornaria realidade a partir de dezembro de 1980: “E lembra meu canto a te chamar/e o mundo a chorar, saudades de ti”.