Lançada em 1972, a revista britânica Club International era uma espécie de Playboy mais intelectualizada, que misturava fotos no estilo soft porn, arte erótica e literatura. A ideia era que os homens não comprassem a publicação apenas para ver as fotos. Saía pela Paul Raymond Publications, que existe até hoje e tem vários títulos de mulher pelada. O próprio site ainda tem uma versão digital da publicação, ainda que o formato físico tenha sido descontinuado nos anos 1980.

E um detalhe curioso a respeito da Club International: várias fotos e ilustrações da revista foram feitas pela Hipgnosis. É a mesma empresa que fez capas como Atom heart mother e Dark side of the moon, do Pink Floyd, Going for the one, do Yes e Electric warrior, do T. Rex. E que encarou a seu modo o universo softcore da revista, produzindo imagens que depois a empresa reaproveitaria em capas de discos. A nice pair, disco de 1973 do Pink Floyd que reunia os dois primeiros LPs da banda, usava uma das fotos do ensaio Flasher. A ideia da capa de Something’s happening, de Peter Frampton (1974), veio também de lá. Confira algumas imagens.

Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International Quando a Hipgnosis fez fotos e ilustrações para a Club International

Via Dangerous Minds e Reprobate Magazine.

2 Comentários

  1. […] Falamos outro dia da revista britânica Club International. Era uma espécie de Playboy mais intelectualizada, publicada nos anos 1970, que misturava fotos no estilo soft porn, arte erótica e literatura. E era dirigida por um dos reis do erotismo na Europa, Paul Raymond. Paul foi um dos descobridores de uma atriz chamada Fiona Richmond, tida como a rainha do entretenimento adulto na Inglaterra na época. Fez peças eróticas, filmes de temática liberal, striptease num show dirigido por Paul, Pajama tops, e escreveu novelas eróticas. Uma espécie de talento multimídia do erotismo nos anos 1970. Que chegou ao mundo do disco. Olha aí. […]

DEIXE UMA RESPOSTA