Muita gente conhece o ator Steven Seagal, mas o que poucos sabem é que ele é um cara bem mais versátil do que costuma transparecer nos filmes que estrela. Ele é mestre de 7º Dan de Aikido – o ator é tão respeitado no meio que inclusive foi o primeiro estrangeiro autorizado a abrir uma academia no Japão, e volta e meia é requisitado por algum lutador brasileiro renomado de UFC como treinador. Também tem o mesmo grau em Kendo e é faixa preta em Karate e Judô. Também é especialista em vinhos, fala japonês fluentemente e, o mais inusitado, é um excelente guitarrista.

Dono de uma das maiores coleções de guitarras dos EUA (ele tem instrumentos que pertenceram a Jimi Hendrix, Muddy Waters, Howlin’ Wolf, entre outros monstros), sua paixão por reggae e blues o levou a gravar dois discos nos anos 2000: Songs from the crystal cave, de 2005 e Mojo priest, no ano seguinte.

Steven Seagal e Stevie WonderClaro, a crítica dita especializada desceu a lenha sem dó em ambos, mas sejamos francos: exceção feita aos medalhões como o Frank Sinatra, qual ator/cantor que se atreveu a cantar/atuar que não foi escrachado? Não que seja a oitava maravilha do mundo, longe disso, até porque a voz do Steven caberia numa caixinha de fósforos de tão pequena, mas os arranjos são de bom gosto na maioria do tempo (especialmente no primeiro álbum onde – pasmem – STEVIE WONDER tocou gaita).

Vale citar que algumas músicas, como o single Girl it’s alright são infinitamente mais redondinhas e agradáveis que boa parte das bobagens insípidas que inundam as rádios atualmente. Confira abaixo e divirta-se!

E olha ele aí dividindo o estúdio com Stevie Wonder em My God.

Ih, o primeiro disco dele tá no Spotify. Pega aí.

Fotos: Reprodução internet