Aquela vez em que Perry Farrell deu o telefone e o e-mail de David Bowie para desconhecidos

Sabe aquela vez que algum colega seu te mandou uma corrente por e-mail (alguém ainda faz isso?) e não teve o cuidado de colocar os endereços em cópia oculta? E depois disso, você começou a receber correntes de várias pessoas desconhecidas? Ainda bem que você não tem a fama de David Bowie, que certa vez começou a receber mensagens no celular, da parte de um desconhecido. E tudo por causa de ninguém menos que Perry Farrell.

Perry, que está lançando Kind heaven – disco produzido por um dos artífices do som de Bowie, Tony Visconti – revelou semana passada ao New Musical Express que certa vez, quando estava muito doido, esqueceu seu celular num táxi. E um dos telefones da agenda era justamente o de Bowie. “O taxista ficava constantemente mandando mensagens para ele: ‘David, o que está rolando?’ Bowie respondia: ‘Perry, o que você está fazendo?'”, disse o cantor. “Bowie não ficou com raiva de mim, mas ficou aborrecido”.

O relacionamento de Perry com Bowie não acabou aí. Certa vez, o ex-cantor do Jane’s Addiction foi procurado por uma pessoas que tinham a ideia de criar uma campanha para a que a empresa química DowDuPont parasse de poluir os rios. Teve a excelente ideia de convidar David Bowie para aderir à campanha. Mandou um e-mail para ele, e para mais duzentas pessoas. Só esqueceu de colocar todos os endereços em cópia oculta.

“Não sabia nada sobre cópia oculta naqueles tempos, daí efetivamente dei a 200 pessoas acesso ao email privado de David. Novamente ele manda uma mensagem dizendo: ‘Perry! O que você está fazendo?'”, contou Perry.

Já que você chegou até aqui, pega aí Perry Farrell cantando The man who sold the world, de Bowie. Perry ainda disse que pretendia se redimir com Bowie antes dele morrer, ao aceitar participar de um evento produzido por Tony Visconti. Não deu certo.