Faltava alguém fazendo uma piada envolvendo “The wall”, do Pink Floyd, e Donald Trump, com sua nóia com o México e sua ideia de construir um muro para separar os Estados Unidos do país vizinho.

Não falta mais. Um sujeito jogou no Vimeo uma montagem – à maneira do suposto link entre “The dark side of the moon”, do Pink Floyd (1973) e o filme “O mágico de Oz” – do disco duplo da banda lançado em 1979 com um monte de imagens bastante reveladoras da vida do presidente norte-americano, desde sua infância.

O vídeo tem cenas de escola, vídeos e fotos de infância, aviões com o emblema “Trump” decolando (no fim de “In the flesh?”, música de abertura, recorrendo a uma velha mania do Pink Floyd por aviões levantando voo ou sendo destruídos), imagens de um antigo comercial com uma criancinha loura (Trump?) fazendo um muro com peças de brinquedo que o separa de um coleguiinha negro… E muitas imagens do pai de Trump, o empresário da construção civil Fred Trump, na hora da música “Another brick in the wall part 1”.

A parte que se segue ao verso “dad, what did you leave behind for me?”, da canção, lá pelos 7 minutos e pouco, é aterradora: imagens das estradas dos Estados Unidos, de Trump com a família e trechos de um documentário chamado “Refugiados sem país” (da Pathé-Gazette), mostrando levas de imigrantes chegando ao país – seguidas por cenas de mexicanos procurando emprego nos EUA e tendo que se virar na lavoura.

E isso só no começo da história – que, como se sabe, fala de um popstar que constroi um mundo à parte, separado por um muro, até que (depois de muita coisa…) ele é destruído.

E olha o que está esperando por você na hora do “teacher, leave the kids alone!” (em tempo: o cara cortou a bela “Mother” da lista de músicas “porque quase não há imagens da mãe de Trump disponíveis”).