Van Halen punk

Viu a capa acima? Você acreditaria num disco com um baita guitarrista e um vocalista histriônico com essa imagem aí?

A gravadora Warner, num encontro com o Van Halen no finzinho de 1977, apresentou essa proposta de capa para a banda. Nada de mostrar todo mundo deixando cair no palco – como aparece na capa que foi para as lojas. Na foto, os integrantes aparecem com cara de poucos amigos e mal conseguindo encarar a câmera. Algo que tem mais a ver com a atitude do punk rock. O baixista Michael Anthony, em especial, aparece com cara de enterro. Sem falar no logotipo totalmente irregular e com zero de leitura.

Lógico que a banda recusou a imagem. E essa viagem da Warner, de fazer o Van Halen ganhar uma cara mais punk, não passou despercebida pela banda. Eddie Van Halen chegou a falar nisso num papo com a “Guitar Player”. “Você precisava ver a capa que a Warner queria para o nosso primeiro disco. Eles queriam fazer a gente parecer com o Clash!”, contou. E aproveitou para cortar todas as relações com a turma dos três acordes.

“Não somos punks, não nos vestimos mal e tocamos bem. Não estou querendo dizer que sou um gênio dos riffs. Mas nada disso tem a ver com punk, que é o que eu fazia quando tocava na garagem”.

A capa do disco, claro, foi essa abaixo. Bem mais convincente na hora de mostrar o que o público poderia esperar de um show da banda.

Van Halen punk

Analisando bem, a capa rejeitada da Warner não era uma total viagem na maionese. O punk estava nas paradas. E o Van Halen até que, aparentemente, mantinha boas relações com a turma punk. Chegava a tocar em locais nos quais dividiam o palco com grupos do estilo, como o Whisky A Go Go. Olha um áudio aí do Van Halen na casa de shows em 1977. Bandas como o X, de Los Angeles, tocavam tanto por ali que pareciam atrações permanente da casa.

Agora dá uma olhadinha na banda punk abaixo.

Van Halen punk

Se você não reconheceu, vamos lá. No sentido horário, Alex Van Halen, Dave Lee Roth e Eddie Van Halen. Essa foto de um suposto Van Halen punk apareceu em agosto de 1977 no fanzine “Slash”.

Não que eles tenham um passado punk além da suposta homenagem-tiração de sarro “Atomic punk”, do primeiro disco da banda. Isso aí foi uma brincadeira do trio no banheiro do Whisky A Go Go, depois de decidirem passar-se por punks e subirem no palco da casa. Só que pouca gente reconheceu a turma, pesar do Van Halen já ser bastante conhecido ali. E a atuação da galera foi tão convincente, que um fotógrafo da “Slash” de plantão por ali clicou o grupo. Tem mais sobre isso aqui.

Falando nisso, peguem “Atomic punk” aí. E feliz aniversário para o primeiro disco do Van Halen!