Jellico, no Tennessee, é uma daquelas cidades americanas que ganharam muita grana na época da corrida do ouro da Califórnia, foram prosperando, viraram o lugar ideal para todo mundo criar seus filhos e…

Bom, a fase boa não durou muito. O clima redneck foi dando canseira nos mais novos (desde 1922 Jellico abriga uma das mais longevas ordens pentecostais do mundo, a Church Of God Mountain Assembly), as oportunidades foram escasseando, o local foi envelhecendo e muita gente foi se mudando de lá. Em 1906 parte da cidade foi destruída por causa de um acidente seríssimo envolvendo um vagão de trem cheio de dinamite. Daí para a frente, foi só ladeira com momentos estratégicos de subida.

Até que lá pelos anos 1970, a cidade começou a passar por novos investimentos. Botaram mais energia na usina local, deram um jeito de escoar mais água para lá, e inventaram maneiras de atrair indústrias para a região, que vivia uma seca de empregos e novas oportunidades. Construíram um estacionamento (!) na área em que as pessoas faziam compras, objetivando atrair mais lojas e negócios para lá, e vai por aí. Essa história é contada num filme de 20 minutos feito nos anos 1970 chamado Jellico: Rebirth of a community, que alguém jogou no YouTube.

Jellico: Rebirth of a community estava um tanto desaparecido até que acharam uma cópia dele durante uma limpeza em um dos escritórios da comissão de planejamento local. Depois uma outra cópia foi achada na biblioteca pública da cidade. O diretor Mark Tidwell, que crê que o filme tenha sido feito em 1973 ou 1974, recorda que havia outra cópia do filme, mas não sabe onde ela está. Uma reportagem de 2011 do LaFollette Press dizia que o diretor acreditava que o filme tivesse sido feito em 16mm, e que estava buscando uma maneira de digitalizá-lo. No YouTube, ele aparece com uma qualidade bem mais ou menos. Ah, sim, na internet tem depoimentos de moradores e ex-moradores dizendo que esse “renascimento” durou pouco tempo…