O Departamento de Educação, Saúde e Bem-Estar do governo norte-americano estava de olho em Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll – que havia sido a inspiração de White rabbit, clássico psicodélico do Jefferson Airplane. Tanto que resolveu fazer uma adaptação bastante livre da história da menina no filme Curious Alice, uma historinha antidrogas lançada em 1971, que vê maldade em tudo o que rolava no livro de Carroll.

Curious Alice parece uma versão governamental daquela piada do coelhinho viciado em crack (procura por aí, não vamos contar). O Rei de Copas oferece um pico a Alice, o Chapeleiro Maluco está doidão de ácido, a Lagarta fuma maconha no narguilé, e segue nessa. Foi feito para crianças em idade escolar, e deve ter traumatizado vários moleques por aí afora. Melhor não passar isso pros seus filhos verem.