Por volta dos anos 1920, ficou extremamente comum as rádios passarem a utilizar discos de transcrição para gravar programas. Primeiramente, isso era feito com álbuns de 78 rpm, no qual cabiam trechos dos programas, um anúncio e mais nada. Depois, as rádios passaram a usar LPs para isso e… Depois passaram a usar maravilhosos LPzões com 16 polegadas (contra as 12 polegadas de um LP normal). Estes discos precisavam de um aparelho especial para serem tocados e não iriam caber num toca-discos caseiro comum, por mais profissional que fosse.

O canal Vinyl Eyezz, que explora novidades e formatos malucos de vinil, arrumou um discão desses e bem que tentou tocá-lo num aparelho comum, mas não rolou. De qualquer maneira, exibe a nova peça de coleção – que é um vinil vermelho, com transcrição de rádio. Confere aí.

Nesse vídeo aqui, um outro youtuber arrumou um desses (só que em 78 rpm) e tocou num aparelho que deve ter a idade do próprio disco.