Entrevistas de grandes filhos da puta e pobres diabos na TV, hoje em dia são comuns – alguns deles até aparecem em grandes debates em canais a cabo, como é público e notório. Em 1981, talvez fosse até comum, mas era insólito que um ser humano bisonho como Charles Manson, o comandante da família de hippies que cometeu vários crimes no fim dos anos 1960, ocupasse mais de uma hora de um talk show numa emissora de TV norte-americana.

Foi insólito mas aconteceu: Manson escolheu dar sua primeira grande entrevista na TV no programa do apresentador Tom Snyder, o Tomorrow, na rede NBC. O bate-papo foi ~docemente~ vendido como “o primeiro encontro na rede com Charles Manson em quase 13 anos”, e trouxe o bandidão fazendo declarações que iam do mais deplorável ao mais viajante (como quando afirmou que estava “vendo a grama crescer” ao ser perguntado sobre se estava vendo televisão ou se comunicando com o mundo de alguma forma). “Eu entendo a cadeia e me entendo, e posso lidar com isso”, tentou explicar Manson. “Faço meu número, como um condenado faz o seu número”.

Uma matéria do Washington Post publicada logo que o programa foi ao ar entregou algumas coisas dos bastidores. A atração comandada por Snyder andava meio mal das pernas no que dizia respeito à audiência, e uma entrevista com um maluco incurável e frio como Manson ajudaria bastante a aumentar os números. Deu certo. “Um porta-voz da ABC disse que as audiências em Nova York Chicago e Los Angeles para a entrevista de Manson foram o triplo dos números usuais para o programa”, diz o texto. Não por acaso, muita gente considera que o estilo carniceiro de Snyder (que perguntou a Manson coisas como “como é arrancar a orelha de alguém?”) mudou a história dos talk shows televisivos.

Na croniquinha do programa publicada pelo Washington Post, um detalhe meio louco de bastidores também chegava ao público: a emissora pagou dez mil dólares a um escritor chamado Nuel Emmons, que estava trabalhando num livro com Manson – que se tornaria o best seller Manson in his own words. Emmons deu entrevista ao Tomorrow e constou (diz o texto) da folha de pagamento da NBC como “consultor”.

Confere aí. E depois dessa entrevista, o que Manson mais fez foi aparecer na TV, inclusive num especial sobre satanismo do programa do apresentador Geraldo Rivera.