Se você está aí felizão da vida com o número de discos que você consegue armazenar no seu smartphone por intermédio do Spotify, do Deezer ou do que o valha, vai ficar EXTREMAMENTE chocado com a redescoberta feita por um youtuber chamado Techmoan, que fez um vídeo mostrando as maravilhas do Panasonic RS-296US. Era um aparelho de fita cassette lançado em 1972, com peso de aproximadamente 18kg, que utilizava um sistema carrossel (comum em aparelhos de CD nos anos 1990) e tocava VINTE FITAS CASSETTE. Olha aí.

Esse tape deck gigante acabou não fazendo muito sucesso, e tinha lá seus defeitos: não podia gravar fitas, não podia adiantar a execução de músicas nem tocar o lado B antes do A – era para tocar tudo de cada fita em sequência e olhe lá. Só que compensava em algumas coisas. Pra começar, a execução das fitas podia ser programada, o que garantia a execução de aproximadamente 48 horas de música – ainda que, beleza, fosse impossível pular as faixas que você estava sem paciência de escutar. Era só girar um potenciômetro, apertar uns botões e tava tudo certo.

Um tape-deck que tocava VINTE FITAS CASSETTE EM 1972 (!)

Um tape-deck que tocava VINTE FITAS CASSETTE EM 1972 (!)

Evidentemente, garantia certos luxos que confirmavam aquele ditado de que “a tecnologia é a mãe da preguiça” – afinal, você não precisava levantar-se para mudar fitas, trocar lados e podia fazer uma programação para durar dias. E ele ainda vinha com um controle remoto. Só que (mal ae) o tal controle tinha fio, plugado no aparelho – o Techmoan não conseguiu encontrar um controle, mas mostra fotos. O youtuber também seleciona várias fitas e faz uma demonstração de como funciona o aparelho por dentro, removendo sua cobertura.

A propósito, o Panasonic RS-296US custava US$ 179 (dá uns R$ 583 reais, sem nenhum tipo de reajuste).