O velho conto do “artista que grava música à sua revelia” já pegou muita gente boa. Com o Kiss, banda que no começo da carreira só tinha como opções estourar ou estourar, não seria diferente. Logo no comecinho do grupo, Neil Bogart, chefe da gravadora Casablanca, conseguiu convencer a banda a gravar Kissin’ time, sucesso de 1959 do cantor Bobby Ridell. Como quase todas essas maluquices sempre têm um jabá de rádio ou de TV por trás, a ideia era que a canção fosse usada num concurso de beijos (!) de uma rádio de Nova York.

A banda, vale dizer, não curtiu a ideia e não achou que regravar um ingênuo sucesso da era pré-Beatles tinha a ver com eles. Mas seja como for, Bogart acabou achando que isso iria promover o Kiss e convenceu a banda de que a música seria usada apenas como tema de fundo do concurso de rádio. Lá foram eles gravar a canção, num processo que demorou menos de uma hora e foi feito no maior desapego pela banda.

Problema: Bogart decidiu que iria de qualquer jeito lançar a canção como single. E lançou Kissin’ time, que não passou do 83º lugar na parada de singles da Billboard. E muito mais complicado ainda: a gravadora achou que deveria alavancar as vendas do primeiro álbum do Kiss reeditando-o e acrescentando a faixa como primeira do lado B

Bem mais complicado ainda: o primeiro disco do Kiss foi lançado em alguns lugares do mundo já com a faixa. Inclusive no Brasil, onde ele foi lançado pela Copacabana em 1974. O Kiss não ficou nem um pouco satisfeito com isso, até porque a ideia da banda era gravar seu próprio material e nada mais. Mas e aí, deu certo? Se o grupo tinha alguma dúvida, Paul Stanley esclareceu todas quando resolveu ir a um dos concursos de beijos, tentou se aproximar (?) de um casal que se beijava e… foi solenemente ignorado.

Sim, teve até uma propaganda para ser impressa em revistas.

Quando obrigaram o Kiss a gravar uma canção chamada "Kissin' time"

Ah, sim, por causa da campanha, a banda ainda foi ao Mike Douglas Show ser entrevistada. A banda foi lá quase como atração de circo: não eram o número principal e apresentaram Firehouse, outra do primeiro disco.

E pega aí Bobby soltando sua Kissin’ time na TV.