David Lynch não é brinquedo, não. O cineasta é conhecido pelo mais completo controle de tudo o que faz. E não é uma figura que, teoricamente, deixaria muita gente meter a colher em suas produções. Mas durante muito tempo, e não faz muito tempo, ele pagou contas fazendo comerciais. Muitos deles quase tão perturbadores quanto os próprios filmes que ele realiza.

Um cara fez uma compilação de comerciais dirigidos por Lynch, e o lance é bem variado: o diretor de Cidade dos sonhos concebeu filmes para alimentos, cigarros, para a marca de jeans Calvin Klein, para marcas de perfume, etc. Vários deles são bem pouco ortodoxos, digamos assim.

Lynch também fez um trailer em vídeo para a divulgação do disco Dangerous, de Michael Jackson (1991) – é o álbum que tem músicas como Black or white. Foi um trabalho do qual ele quase desistiu, após ser procurado por telefone pelo próprio Michael.

“Eu disse: ‘Eu não sei se vou fazer isso; não consigo pensar em nenhuma ideia’, mas quando desligo e começo a caminhar para a recepção, todas as idéias vêm a mim. Resolvi ligar de novo e disse ‘tenho algumas idéias’, e trabalhamos com John Dykstra em seu estúdio”, contou.

Aproveite e pegue aí um filme bem bacana (e bastante perturbador, dependendo do seu potencial de perturbação) feito por Lynch em 1991 para uma campanha do Departamento de Saneamento de Nova York. A ideia era chamar a atenção para a infestação de ratos nas ruas da metrópole – ou seja: pode esperar muitos closes dos roedores.

Via Mental Floss.