O baú do Velvet Underground em 1969 parece não ter fundo. Já lançaram uma caixa de discos da banda naquele ano (com a formação que inclui o renegado e injustiçado Doug Yule no lugar de John Cale), soltaram em vinil uma série de gravações ao vivo no mesmo ano e… Descobriram uma série de imagens coloridas ao vivo do grupo em 1969.

Surgiram imagens coloridas do Velvet Underground em 1969

Se você já está surpreso/surpresa pela descoberta, vai aí mais uma: o Velvet estava tocando num evento de protesto contra a Guerra do Vietnã – era o chamado Dia da Paz de Dallas, em 15 de outubro de 1969. A banda estava fazendo uma série de shows num clube local durante a semana e resolveu participar da apresentação, que ocorreu no edifício Winfrey Point, com vista para o White Rock Lake. O festival levou entre 600 e três mil pessoas para o local e teve participações de nomes como Stone Creek, Velvet Dream, Lou Mitchel e Lou Rawls, além do outro Lou e seus amigos.

Era a primeira vez que o Velvet tocava no sul dos EUA. Uma pergunta que deveria ser feita a Doug Yule é como é que a banda foi parar no tal evento e como decidiram se apresentar lá. Os filmes estavam entre “centenas de bobinas não marcadas, não identificadas ou danificadas” na Coleção G. Williams Jones Film & Video, um arquivo da Universidade Metodista do Sul de Dallas, Texas.

Nos filmes, o Velvet Underground é visto tocando Waiting for the man, Beginning to see the light e I’m set free. Os integrantes aparecem falando com a câmera e Sterling Morrison aparece dando entrevista: “Em Nova York tem um tom de anarquia que falta aqui”, afirma o músico.

Mais Velvet Underground no POP FANTASMA aqui.
Via Dangerous Minds e Consequence of Sound