Em 1990, rolou uma treta no Thee Temple ov Psychick Youth. Genesis P-Orridge (1950-2020), criador do projeto Psychic TV e principal força criativa por trás do coletivo, abandonou o projeto que fundara.

O TOPY, como é conhecido, mistura vários outros coletivos artísticos, além de praticantes da chamada Magia do Caos (um tema bastante complexo, do qual um dia o POP FANTASMA vai falar).

O movimento ainda existiu por alguns anos, mesmo com a saída de Genesis, e em 2016 começou a ser feito até mesmo um documentário sobre o coletivo, A message from the temple, da diretora americana Jacqueline Castel.

Já Genesis passou a, além dos trabalhos musicais, se dedicar a outro movimento tão controverso quanto, The Process – surgido, por sinal, de um grupo ligado à produção do disco The process, da banda industrial canadense Skinny Puppy.

A maneira mais fácil de entender o TOPY à luz da cultura pop é saber que boa parte dos projetos criativos do movimento têm inspiração na magia de Aleister Crowley e na técnica de cut-up usada pelo escritor William S. Burroughs – que propunha a criação de um texto original a partir do corte-e-colagem de outros textos.

Os trabalhos de Genesis, tanto em vídeo quanto em música ou texto, abusavam disso, incluindo no bolo imagens perturbadoras como as dos filmes de Kenneth Anger, além de sonoridades vertiginosamente psicodélicas.

David Bowie foi grande entusiasta dessa técnica, usando-a em letras como as de Young americans, nas quais falava de diversos assuntos ao mesmo tempo e reunia vários fragmentos para contar determinadas histórias (ou até para não contar nenhuma história de modo formal).

Na época em que Genesis fez parte do coletivo, ele se dedicou a produzir muito material. Vários clipes inclusive foram exibidos em programas de música da BBC, já que o criador de projetos como Psychic TV e Throbbling Gristle sempre produziu ferozmente e ainda teve várias mutações em sua carreira, da psicodelia à música eletrônica e industrial.

E faz um tempo, reuniram vários materiais do Temple ov Psychick Youth no vídeo chamado Psychlopedia. Que alguém jogou no YouTube. Inclui desde entrevistas a clipes de músicas como Godstar (que, tudo considerado, foi um hit de Genesis e do Psychic TV).

O vídeo segue abaixo. Mas vale informar que a visão particular de arte de Genesis e de sua trupe incluía imagens perturbadoras, psicodelia às últimas consequências, som nas alturas e muita coisa que pode fazer mal a pessoas que têm convulsões por estímulos visuais. Pega aí (e clique aqui se não conseguir ver o vídeo abaixo).

Foto: Seth Tisue/Wikimedia Commons