Muita gente um tanto nostálgica defende que as músicas feitas até os anos 1990 são melhores do que as atuais porque fixam no cérebro, não são descartáveis. E, talvez, 1991 seja a prova dessa teoria.

Aqui temos um número relevante de músicas que já se tornaram clássicos, que as pessoas lembram, cantam junto e têm memórias afetivas ativadas. Vide Losing my religion, do R.E.M – esses dias, mesmo, li o relato de uma pessoa que raspou o cabelo na época para ficar parecido com Michael Stipe –, It ain’t over ’til it’s over, do Lenny Kravitz, Alive, do Pearl Jam, Enter Sandman, do Metallica, Outshined, do Soundgarden e O passageiro, do Capital Inicial – mesmo que alguns fãs do Iggy Pop não concordem.

1991 também foi o ano da revolução do rock, quando ele subiu ao mainstream novamente com Smells like teen spirit, do Nirvana. Enquanto isso, Queen soltava seu último single gravado por Freddie Mercury, The show must go on.

No Brasil, a saudosa Vange Leonel brilhava muito com Noite preta, Legião Urbana tinha O teatro dos vampiros, Supla se unia a Roger, pré-cancelamento, para Encoleirado e Serguei estreava em disco, mandando sua versão de Roll over Beethoven, Rolava Bethânia.

Ouça na playlist abaixo 101 músicas que fazem 30 anos em 2021.