O

O trocadilho “Pink Panther punk” é, digamos, bastante atraente por si só. Agora imagina se realmente alguém resolvesse, com esse nome, lançar um LP que mostrasse a Pantera Cor-de-Rosa aderindo aos alfinetes na bochecha e aos três acordes? E mais: imagina se esse disco lançasse mão de covers de gente como Pink Floyd, Billy Joel, Doobie Brothers e até de um bizarro hino punk que, de punk, não tem nada?

O "hino punk" da Pantera Cor-de-RosaPois é, esse disco saiu em 1981, e por um selo especializado em música infantil chamado Kid Stuff. “Pink Panther punk” mostrava a Pantera entrando “no mundo maluco do rock”, e trazia alguém se passando pela personagem, cantando músicas como “It’s still rock and roll to me” (Billy Joel), “Another brick in the wall” (Pink Floyd), “What a fool believes” (Doobie Brothers) e até mesmo “Call me”, hit pós-punk e pós-disco do Blondie. Na capa, a personagem não apenas não aparecia fantasiada de Sid Vicious como também tocava instrumentos que horrorizariam a turma mais radical, como sintetizador e saxofone. Na contracapa, uma propaganda do selo pedia aos pais que introduzissem os filhos no “círculo mágico da imaginação”.

“It’s punk”, hino punk da Pantera, você ouve aí embaixo – é a única coisa do disco que dá pra achar no YouTube. Trecho da letra, que mais parece coisa de musical de colegial: “Por que todo mundo aponta para a gente e nos olha feio/quando estamos de casaco de motociclista e com roupas loucas?/talvez seja nossa maquiagem ou nosso cabelo verde e roxo/sei que eles têm seus motivos mas francamente não estou nem aí”.

O responsável por esse e vários outros discos do Kid Stuff morreu há quase 30 anos (foi em julho de 1987) e era um produtor e músico americano chamado John Braden. Ele também produziu discos, para o mesmo selo, licenciados de personagens como Garfield e Barbie. Como cantor e compositor, gravou um único disco em 1969 pela A&M, com músicas próprias, algumas covers (como “I want you”, de Bob Dylan) e trazendo Ry Cooder na guitarra em uma das músicas. E se você jogou Atari, Braden fez parte do seu dia a dia e você nunca soube: ele desenvolveu roteiros e trilhas de jogos (como Missile comand e Asteroid) para a empresa. Olha aí duas outras historinhas faladas que ele fez para a Kid Stuff, com Transformers.