Um canal chamado 12Tone dá uma explicação básica (e bem bacana) sobre como uma das mais belas músicas do Pink Floyd, Comfortably numb (do disco duplo The wall, de 1979) consegue ir além de sua própria narrativa, a partir da maneira como sua harmonia é construída. Não é pra qualquer um: o diálogo entre o roqueiro Pink e seu médico é acompanhado por universos harmônicos diferentes, que incluem cordas, solos e outros condimentos colocados nos lugares corretos. O truque tá todo aí.