Quem acompanhou as redes sociais e os sites de notícias na quarta (13) conferiu uma história sobre supostos OVNIs avistados em Magé. Isso teria rolado mais precisamente no distrito de Pau Grande, lugar mais conhecido por ter sido a terra natal do jogador Mané Garrincha e pelo fato de que um lugar com um nome desses jamais passaria despercebido.

Em um dos vídeos que circulam nas redes sociais, supostamente gravado em Pau Grande, dá para ver um clarão no solo, que internautas dizem ter acontecido por causa da queda do objeto vindo do espaço. Em outro vídeo dá para ver um objeto redondo e azul. Em outros vídeos, pontos luminosos se movimentam rapidamente no céu.

De acordo com o G1, a prefeitura do local negou qualquer ocorrência relacionada ao assunto e a PM de Pau Grande diz que não recebeu nenhuma chamada. Ainda assim, não teve jeito e o lance dos OVNIs do distrito virou um dos mais comentados do Twitter.

E não custa lembrar que, hum, o cinema nacional, durante os anos 1980, já havia se adiantado no binômio sacanagem-OVNIs. E justamente graças a um sucesso que chegou às telas do cinema em 1982: ET, o extraterrestre (1982), de Steven Spielberg. A primeira vez rolou em 1983, quando o diretor Roberto Mauro decidiu contar a história de uma suposta visita da namorada do ET ao Rio de Janeiro em Eteia, a extraterrestre. O filme tinha ninguém menos que Zezé Macedo (a Dona Bela da Escolinha do Professor Raimundo) e Eliezer Motta (o Batista, da mesma atração) nos papeis principais, e participação de Wilson Grey, um dos campeões de aparições em filmes nacionais.

O ETesão e a ETeia: bem antes dos OVNIs de Pau Grande

A película foi feita um ano depois de ET e mostrava a namorada perdendo o controle da sua nave e vindo parar no Rio. O filme chegou a ser exibido em alguns festivais recentes e volta e meia alguma cena aparece perdida no YouTube. Atualmente, só no torrent.

E depois disso ainda teve ETesão – Quanto mais sexo melhor, que é um filme de sacanagem de verdade, com o selo da Boca do Lixo (meca do cinema liberal de São Paulo) e participação de uma das mais conhecidas atrizes do pornô brasileiro, Marcia Ferro. Marcia fez filmes como Duas mulheres e um pônei, trabalhou como atriz de teatro pornô e depois se aposentou.

O ETesão e a ETeia: bem antes dos OVNIs de Pau Grande

O site AdoroCinema observa que o filme “acompanha a viagem de um grupo de amigos a uma praia, onde rola de tudo. Porém, o namorado de uma das garotas não pôde acompanhá-la e a menina fica sozinha, de vela dos outros casais, chupando dedo. Até que… um ‘milagre’ surge do espaço”. O milagre é o da foto aí.

O ETesão e a ETeia: bem antes dos OVNIs de Pau Grande

Essa obra chegou aos cinemas em 1986 e foi dirigida por um sujeito chamado Custódio Gomes, que fez também um filme de terror chamado Karma – Enigma do medo. E, olha só, o ETesão é mais fácil de ser assistindo. O XVídeos não quer deixar ninguém na mão e é possível vê-lo lá.