American Woman, do Guess Who, só existe porque alguém pirateou um show deles

Terceiro lugar no Top 100 de singles de 1970 pela Billboard, American woman, sucesso da banda canadense Guess Who, poderia não ter existido não fosse a ajuda de um pirateiro esperto.

A canção surgiu num show, e foi iniciada por intermédio de improvisos liderados pelo guitarrista Randy Bachman e pelo vocalista Burton Cummings – o primeiro soltando riffs, o segundo cantando o que vinha à mente a respeito das diferenças entre mulheres norte-americanas e canadenses.

A dupla curtiu a ideia da música mas achou que tudo ficaria por ali mesmo, já que provavelmente nem se lembrariam dos acordes e das letras. Até que viram um garoto na plateia gravando o show.

“Confiscamos a fita dele e aprendemos virtualmente American woman ouvindo aquela jam”, disse Cummings em 2017. “Se os eventos tivessem ocorrido de maneira diferente, American woman teria se perdido para sempre naquela noite”.

O tal palco onde American woman surgiu foi uma arena de curling em Kitchener-Waterloo, Ontário. Bachman afinava sua guitarra quando surgiu o riff da música. O guitarrista disse que logo que tocou aquilo, a cabeça de todo mundo virou para a plateia para ver. “Disse para Cummings cantar alguma coisa, e a primeira coisa que ele cantou foi: ‘mulher americana'”, recordou numa entrevista.

No fim do trabalho, ganharam crédito na canção todos os integrantes da banda: Bachman, Cummings, o baixista Jim Kale e o baterista Garry Patterson. A música saiu em março de 1970 e acabou ganhando uma leitura extra quando um monte de gente passou a ver na letra uma reação à Guerra do Vietnã. Tinha gente que via na “mulher americana” e no “fique longe de mim” uma referência à Estátua da Liberdade.

Não era isso, e a canção falava das diferenças entre mulheres dos dois países, mesmo. “Ninguém se sentou e escreveu algo como Eve of destruction ou uma música anti-guerra de Bob Dylan”, disse Bachman, que passou a notar as consequências da guerra quando foi para os EUA com a banda. “Iríamos para uma cidade e não haveria jovens da nossa idade. Todos eles foram convocados. Nos shows, só tinha garotas”. A banda ficou sabendo da liderança na parada da Billboard justamente quando estava… nos EUA.