Só para lembrar: Misirlou, grande sucesso do guitarrista de surf music Dick Dale (que saiu de cena há alguns dias), NÃO é uma música de autoria dele. É um tema popular grego, e até mesmo os historiadores mais atentos têm certa dificuldade de precisar qual foi a primeira gravação da canção. Nos anos 1920, ela se tornou popularíssima entre os refugiados gregos e armênios que viviam nos Estados Unidos, como parte da diáspora do Império Otomano.

A versão do Dick Dale, você lembra bem, é essa daí.

A primeira gravação da qual se tem notícia foi feita em 1927 por um músico grego chamado Theodotos Demetriades. Tinha letra e era em grego (não sabemos uma palavra do idioma, quem achar a letra por aí avisa). Foi o próprio Theodotos, conta-se, que deu o nome de Misrlou para a música, possivelmente inspirado pela pronúncia regional de “egípcio” em turco (“Mısırlı”).

O N. Roubanis, que aparece como autor da música acima, é um músico greco-americano, Nicholas Roubanis, que fez um arranjo de jazz da canção e acabou roubando (sem trocadilho, mas se quiser pode) a autoria. Possivelmente o selo que você viu no vídeo aí em cima é de um relançamento, já que a versão de N. Roubanis é dos anos 1940. Na Grécia, e em algumas gravações que circularam nos Estados Unidos, quem costuma figurar como compositor é um sujeito chamado Michalis Patrinos, que gravou a canção em 1930.

Já isso aí é o jazzista Woody Herman (1913-1987) e sua orquestra relendo Misirlou, já com letra em inglês, em 1941. Os versos foram escritos pelo trio Fred Wise, Milton Leeds e Bob Russell.

Acompanha a letra aí.

Aquela época em que Misirlou tinha letra

Aliás, o sucesso da versão surf de Dick Dale foi tão grande que – além de ele costumeiramente ser citado por aí como “autor” da canção – até os Beach Boys fizeram uma versão da música. Saiu em 1963 no disco Surfin’ USA.

Via Financial Times.

Mais Dick Dale no POP FANTASMA aqui.