A Wikipedia tá desatualizada: de acordo com o site, o Technotronic não existe mais. Existe sim, mas a gente fala disso daqui a pouco.

O grupo belga cujos trabalhos sempre ficaram basicamente nas mãos do produtor Jo Bogaert e da cantora congolesa-belga Ya Kid K (Manuela Kamosi é seu nome verdadeiro) teria encerrado atividades em 2000. Na época, Ya voltou para a banda e o Technotronic soltou o single The mariachi, com sucesso moderado.

Se bobear você nem sabia que essa música existiu. Pega aí.

The mariachi chegou à 27ª posição na parada belga e foi ignorada no resto do mundo. Bem diferente do que aconteceu em 1989 com Pump up the jam, aquele sucesso deles que você conhece. Que fez com que em São Paulo todo mundo passasse a chamar dance music de “poperô” (uma contrafação meio ridícula do nome da faixa). E que hoje está na abertura da novela Verão 90.

Sim, você deve lembrar: essa música foi o tema do comercial do mini system Moving Sound Philips, em 1990. Fez sucesso pra burro aqui.

E por falar em sucesso no Brasil…

O grupo teve várias idas e vindas, mudanças de formações de palco, etc – quase sempre gravitando em torno de Jo, Ya e MC Eric. Ya Kid K virou cantora solo, gravou vários singles e alguns álbuns. Isso aí é o disco dela de 2014, Stalled constructions, na onda do r&b eletrônico e sem os batidões do Technotronic (vale ouvir, por sinal).

Um tempo atrás, fizemos uma lista de grupos que ninguém fazia mais ideia que existiam. Dá pra colocar o Technotronic na lista: a banda ainda está na ativa e em março se apresenta no festival Vive Latino, no estádio Foro Sol, no México. Dele também participam Santana, Snow Patrol, The 1975, Draco Rosa (que é ninguém menos que o ex-menudo Robbi Rosa), Bomba Estéreo e uma lista que chega a mais de 30 nomes.

E pega aí mais do Technotronic em 2017.