Joe Pesci dando uma de cantor em 1968

Nem fazia ideia de que Joe Pesci cantava. Mas, sim, o ator ítalo-americano era amigo de cantores igualmente ítalo-americanos no começo da carreira, como Frankie Valli. E chegou a tocar guitarra numa banda chamada Joey Dee & The Starliters, da qual até Jimi Hendrix fez parte. Isso foi bem antes dele fazer sucesso em filmes como O touro indomável e Casino, além de Máquina mortífera. E quase dez anos antes dele atuar num filme de baixo orçamento que lhe abriu as portas para filmes maiores, The death collector (é o que segue aí embaixo).

Em 1968, olha aí o que Joe Pesci estava fazendo para tentar alavancar a carreira de cantor: ele adotou o nome de Joe Ritchie e lançou o disco Little Joe sure can sing, em que relia sucessos da música pop com voz fininha. Um dos hits era Got to get you into my life, dos Beatles. E aí, ficou legal?

Olha ele cantando To love somebody, dos Bee Gees.

The fool on the hill, dos Beatles, também entrou na lista. Vale citar que muita gente elogia bastante a voz de Pesci. Marisa Tomei, que trabalhou em Meu primo Vinny com ele, disse que Pesci “tem uma voz muito bonita”.

Aliás, foi por causa de Meu primo Vinny que, muito tempo depois, saiu o segundo disco de Pesci: Vincent LaGuardia Gambini sings just for you, no qual ele usava o mesmo nome do personagem dele no filme. Boa parte do disco é de hip-hop, mas olha ele aí tentando cantar What a wonderful world.