Se houvesse uma premiação para o cineasta mais picareta de todos os tempos, muito provavelmente o “homenageado” seria o italiano Bruno Mattei (1931-2007).

Além de sua notória incompetência (peça para qualquer crítico de cinema fazer um top 10 dos piores diretores da história, a maioria esmagadora deles certamente vai incluir Bruno Mattei na lista), ele também se notabilizou por roubar cenas de filmes diversos e/ou documentários e inseri-las em suas “obras” sem o menor pudor. Isso quando não ultrapassava todos os limites da cara de pau e plagiava os roteiros de sucessos de hollywood descaradamente.

Exemplos não faltam: Strike commando (cópia grosseira de Rambo), Shocking dark (plágio tão constrangedor de Aliens – O resgate, que o diretor James Cameron ameaçou processar os responsáveis), Cruel jaws (que chegou ao cúmulo de ser lançado em vídeo como continuação autêntica de Tubarão!), e etc.

Mas em Robowar, produção de 1988, o ápice foi atingido, todos os limites da falta de vergonha na cara foram quebrados…e, por isso mesmo, acho que ele precisa ser mencionado aqui!

"Robowar": aquela vez em que um diretor italiano copiou "Predador"

Ah, você acha que é perseguição da minha parte, não é? Pois aqui vai um breve colóquio sobre a sinopse dessa bagaça: um grupo de mercenários vai fazer uma missão na América Latina e lá se deparam com um robô que sai dizimando geral.

E aí, reconheceu? Sim, exatamente, é um rip-off cuspido e escarrado de Predador, clássico da ficção científica estrelado por Arnold Schwarzenegger! Já seria bastante absurdo por si só, mas o roteirista (e braço direito do Bruno Mattei) Claudio Fragasso se superou, copiando descaradamente personagens e diálogos do filme de John McTiernan, o que faz com o que o que já era péssimo fique ainda pior…

E o que dizer do nosso antagonista cibernético? Sinceramente, não consigo entender como alguém em juízo perfeito achou que um robô que tem uma cabeça igual a um capacete de motoqueiro e uma voz que mais parece a do Pato Donald fosse assustar alguém. Gente, é de rachar o bico de tanto gargalhar!! Abaixo, a foto do cidadão.

"Robowar": aquela vez em que um diretor italiano copiou "Predador"

Tem onde ver o filme inteiro no YouTube? Tem, claro, alguém jogou ele lá, com legendas automáticas em inglês. Pega aí. A produção foi assinada por Bruno com o codinome de Vincent Dawn.

Se você não está se aguentando de curiosidade aqui vai o trailer. Atenção especial ao 01:38 de duração, onde nosso camaradinha robótico explode um dos soldados, numa cena tão mal feita que até constrange. O militar mais parece um daqueles bonecos de malhação de Judas…