The violent years, filme americano feito em 1956, tem algumas surpresas para quem assiste. A começar por ser um filme roteirizado por ninguém menos que o diretor de filmes de baixo orçamento Ed Wood. Na época, ele já tinha dirigido produções como Glen ou Glenda (1953) e topou trabalhar neste filme, que faz produções “jovens” da época, como Sementes de violência, parecerem brincadeira de criança.

A novidade é que The violent years, que ganhou edição recente em Blu-Ray, está inteirinho no YouTube, como você pode acompanhar aí em cima. Mas as surpresas não acabam no nome do roteirista. Último filme dirigido por um cineasta pouco conhecido chamado William Morgan, The violent years inovava por falar do dia a dia de um grupo de garotas delinquentes, que frequentava a mesma escola e estudava no ensino médio.

The Violent Years: mulheres criminosas, em filme com roteiro de Ed WoodO filme contava a história de Paula Parkins (Jean Moorhead, que tinha sido Playmate da Playboy um ano antes), filha de um editor de jornais que liderava a tal gangue de meninas. Mais do que aterrorizar na escola, a trupe cometia assaltos e chegou a, presumidamente, estuprar o namorado de uma vítima certa vez (a cena acontece fora das câmeras e, apesar de tudo ter passado para a história como “estuprar”, sabe-se lá como aconteceu isso)

The violent years, por sinal, tem muito da assinatura de Ed, apesar de ele não ter dirigido a produção. O filme é bastante corajoso para 1956, investindo em cenas com ares fetichistas, uma quase destruição da bandeira americana (que ocorre quando a gangue invade uma escola pública a pedido de uma criminosa local), um certo clima sadomasoquista no fato de serem garotas criminosas que dominam rapazes, etc. O livro Ed Wood, Mad genius: A critical study of the films, de Rob Craig, mostra que tanto Wood quanto o diretor puseram fichas simultaneamente no vermelho e no preto, apostando num filme que escarnecia do moralismo americano, mas ao mesmo tempo se alimentava dele.

The Violent Years: mulheres criminosas, em filme com roteiro de Ed Wood

Logo na abertura, Paula e as outras moças são apresentadas com legendas. Cada uma delas vai ao quadro negro, lê a frase “boa vizinhança = auto-restrição, polidez e fidelidade” e sai de cena com um ar meio gozador. Enquanto isso, uma narração explica que se trata de “uma história de violência, de violência nascida de paixões incontroláveis vindas da juventude adolescente, e nutrida por essa geração de pais”, diz a voz de um dos atores preferidos de Ed Wood, Timothy Farrell. O final (não vou contar, relaxa) vai nessa base.

Filmado por apenas 38 mil dólares, The violent years esteve longe de ser um sucesso, mas deu suas cacetadas no universo pop. Olha só onde algumas falas do filme foram parar: em So what, música do Ministry. O monólogo do juiz do filme, além de algumas falas separadas, estão aí. Ah, sim, Jean Moorhead, a Paula, tá com 85 anos hoje em dia e fez papeis pequenos depois de Violent years.

 

 

Warning: A non-numeric value encountered in /home/popfantasma.com.br/public/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 326 Call Stack: 0.0000 397456 1. {main}() /home/popfantasma.com.br/public/index.php:0 0.0001 397744 2. require('/home/popfantasma.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/popfantasma.com.br/public/index.php:17 0.3596 10735864 3. require_once('/home/popfantasma.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/popfantasma.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3722 10825144 4. include('/home/popfantasma.com.br/public/wp-content/themes/Newspaper/single_template_3.php') /home/popfantasma.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:78 0.5895 11381176 5. locate_template() /home/popfantasma.com.br/public/wp-content/themes/Newspaper/single_template_3.php:52 0.5896 11381288 6. load_template() /home/popfantasma.com.br/public/wp-includes/template.php:671 0.5896 11381736 7. require_once('/home/popfantasma.com.br/public/wp-content/themes/Newspaper/loop-single-3.php') /home/popfantasma.com.br/public/wp-includes/template.php:722 0.6262 11417832 8. td_module_single->related_posts() /home/popfantasma.com.br/public/wp-content/themes/Newspaper/loop-single-3.php:35 0.6265 11420088 9. td_block_related_posts->render() /home/popfantasma.com.br/public/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_module_single_base.php:906 0.7090 11834960 10. td_block_related_posts->get_block_pagination() /home/popfantasma.com.br/public/wp-content/themes/Newspaper/includes/shortcodes/td_block_related_posts.php:45