Repleta de montanhas que deixam o local bastante propício para a prática do esqui, Aspen, na região do Colorado, Estados Unidos, era um paraíso turístico repleto de hippies nos anos 1970. Responsáveis por uma feira que havia reduzido bastante o preço dos produtos alimentícios num destino turístico bastante conhecido (tal vocação de Aspen, claro, normalmente encarecia tudo), os freaks da área ficaram em estado de alerta em 1970 com a candidatura do jornalista e escritor gonzo Hunter S. Thompson ao cargo de xerife da região.

Thompson havia se mudado para lá em 1967, seguindo o movimento de vários pensadores, freaks e libertários que iam se esconder nas montanhas, atrás de sossego. Comprou uma casa lá com a grana que ganhou de royalties pelo livro “Hell’s Angels” (em que documentava o período acidentado em que conviveu com a gangue de motociclistas) e ficou até se suicidar em 2005.

Um programa britânico chamado “The Week” enviou uma equpe para cobrir a corrida de Thompson ao cargo e voltou de lá com imagens bem… bom, dá para defini-las como “reveladoras”. Nelas, Thompson discursa e debate com o candidato conservador, Carrol D. Whitmire – que acabou ganhando a disputa eleitoral. E um bando de hippies é visto tomando banho sem roupa num rio e fumando maconha. Em seguida, um jovem policial se aproxima e… fuma maconha com eles! E ainda diz: “Não entendo como as pessoas conseguem ficar viciadas nisso”.

Doidões no poder: Hunter S. Thompson para xerife, em 1970

A campanha, na verdade, acabou sendo usurpada por Thompson. O plano original do jornalista era dar todo o apoio a um advogado e motociclista chamado Joe Edwards, 29 anos, que havia defendido hippies da região encarcerados por vadiagem. Só que como parecia que Edwards tinha chances de ganhar, Thompson acabou ele mesmo decidindo concorrer. Para acabar com o tráfico de drogas, o jornalista propunha leis mais relaxadas com relação a entorpecentes, prisão de traficantes e uma filosofia amalucada que previa que “nenhuma droga que vale a pena deverá ser vendida por nenhum dinheiro”. Nessa época, Thompson raspou a cabeça e costumava chamar Whitmire de “meu adversário de cabelos compridos”.

Olha o filme de campanha de Thompson. Votaria nele? Mesmo derrotado, ele até que animou Aspen: foram 173 votos nele contra 204 em Whitmire.