Outro dia, demos uma geralzinha em discos que foram lançados no Brasil em vinil nos anos 1990 – numa época em que pouca gente ligava para LPs e geral amava CDs – e que você encontra hoje, às vezes, por preços bem inimagináveis. E olha só o que a Time tá avisando: um vinil de Wildflowers, disco do saudoso Tom Petty (sem os Heartbreakers) lançado em 1994, tá valendo de US$ 1000 a US$ 1300 em sites como Amazon.com e eBay.

Se o LP – que saiu em edição dupla – vier lacrado, aumenta mais ainda. E tá aumentando mais e mais. O motivo é exatamente o mesmo que impulsiona as vendas de cópias nacionais de Bedtime stories, de Madonna: como todo mundo queria saber apenas de CDs, mandaram fazer poucos vinis e esses poucos valem uma grana preta. E ele até o momento não foi relançado em LP, apesar de Tom, em 2016, declarar que começaria uma tour dedicada ao disco e esperava pela chance de lançá-lo numa edição turbinada, com bônus, faixas ao vivo, etc.

Não é impossível ouvir Wildflowers, se você quiser conhecer o disco. Ele está inclusive no Spotify, bem como as faixas (em separado) estão no YouTube. No Mercado Livre, a edição em CD tem preços variando entre R$ 30 e R$ 100. Mas em vinil, o lance virou mosca branca. Um sujeito chamado Carl Mello, diretor de vendas de discos na loja Newbury Comics, estima que existem só 5 mil cópias em vinil do álbum circulando por aí. A ponto de ele afirmar que nunca viu um LP à venda na Newbury desde que ele começou a trabalhar lá.

Enquanto você pensa se vale a pena limpar o cofrinho para tentar arrumar uma cópia de Wildflowers, pega aí esse show de Tom Petty em 1995, com músicas do disco no repertório.