Quando você pensa em videoclipe nos anos 1980, o que vem à mente? Michael Jackson, Madonna? Você pode não lembrar, mas Tom Petty foi um grande astro da era de ouro dos clipes. Os vídeos do cantor tinham storytellings perfeitos para canções que já eram excelentes. Por consequência, ficaram mais valorizadas ainda ao serem levadas para a telinha.

Quando Tom Petty lançava um disco, havia sim expectativa para clipes excelentes. Todavia, nem Tom nem sua banda curtiiam muito ficar dando uma de atores. O cantor e guitarrista, em particular, achasse um pé no saco encarar horas e horas de gravação. Por sinal, numa época em que clipes demandavam dias e dias, várias locações, trupes de atores e uma equipe enorme para produzir três minutos de vídeo.

Em 18 de abril de 1987, Tom Petty lançou mais um single que rendeu clipe, o de Jammin’ me, lançada no disco Let me up (I’ve had enough). A música era uma parceria de Petty, Bob Dylan e de Mike Campbell, guitarrista dos Heartbreakers, que fez a melodia e a entregou ao vocalista para que terminasse a canção. Petty e Dylan, reunidos em Los Angeles, acabaram fazendo uma letra sobre como era, nos anos 1980, ser inundado de informação ao ligar a TV.

“Dylan falou a respeito da sobrecarga de mídia e de ser atingido com tantas coisas ao mesmo tempo”, explicou o roqueiro. “E os tempos estavam mudando. Não havia mais quatro canais de TV. Estava mudando e essa era a essência, acho, do que ele estava escrevendo”.

Olha aí o clipe da música, que marcou época por trazer Tom e seus chapas em meio ao tal bombardeio de informação da letra, com uma telinha por trás (o Fantástico lançou essa música por aqui).

Na letra, Tom e Dylan falaram de temas que apareciam nos jornais e revistas da época – coisas como a situação no Oriente Médio e “as maçãs nos olhos de Steve Jobs” (referência à Apple, enfim). Por sinal, numa época em que falar dos outros dava muito menos falatório do que hoje em dia, os dois acabaram incluindo um verso que deixou muita gente puta: “Pegue Vanessa Redgrave/Pegue Joe Piscopo/Pegue Eddie Murphy/Dê a todos um lugar para ir”.

Petty disse que só citou o trio de atores porque eram, digamos, gente da mídia. Por sinal, Eddie, já tinha virado um dos rostos mais conhecidos dos anos 1980. No entanto, pegou mal, pelo menos para Murphy. Isso porque o cantor se recorda de Eddie aparecendo na TV falando coisas como “foda-se Tom Petty”, bastante irritado com sua inclusão na letra.

“Fico um pouco embaraçado porque me lembro de ver Eddie Murphy, na TV, realmente chateado com isso. Eu não tinha nada contra Eddie Murphy, ou Vanessa Redgrave”, contou. Seja como for, deu certo: Jammin’ me chegou no topo das paradas e marcou época para fãs da banda.

Ah, sim, Joe Piscopo era o partner de Eddie Murphy no Saturday Night Live, se você não lembra.

Com infos do livro Tom Petty: Essays on the life and work

Veja também no POP FANTASMA:
De emocionar: veja Tom Petty em show da BBC em 1978
– Relembrando aquela vez que Dave Grohl tocou com Tom Petty