Conhecidos pelas máscaras de olho que costumam usar no palco e pelo trabalho musical experimental e MUITO louco, os Residents já fizeram versões extremamente malucas de Beatles, James Brown, Elvis Presley e outros artistas. Em 1971, bem antes de começarem a serem conhecidos – e antes até de adotarem o nome Residents – os rapazes deixaram muitos fãs de rock putos da vida com suas versão extremamente bizarra e doente para Whole lotta love, do Led Zeppelin. Batizada Holelottadick, ela aparece na famosa demo Baby sex, gravada em 1971 e nunca devidamente lançada. Ouça por sua conta e risco.

Baby sex é um dos trabalhos gravados e depois rejeitados pela banda, como Rusty coathangers for the doctor, The ballad of Stuffed Trigger e The Warner Bros. album, todos gravados entre 1970 e 1971. Boa parte desse material foi feito com colagens de estúdio, com inspiração direta em nomões da maluquice como Frank Zappa e Captain Beefheart. O lado B da demo é mais ultrajante ainda: os 14 minutos de Halloweed by thy wean, gravado em parte em estúdio, em parte num show dando na Boarding House em San Francisco em 1971. Nesse show, usaram o nome Residents pela primeira vez. Não é recomendável a audição em algo volume de madrugada :).

E se você quer uma experiência realmente estranha, pega aí We stole this riff, música de abertura do Baby sex. Que mais parece uma versão maníaca de Mania de você, de Rita Lee, vários anos antes.

Abaixo um som mais, er, palatável: You yesyesyes, do terceiro disco dos Residents, Fingerprince, que está fazendo quarenta anos.