Nos anos 1980, quando começaram a surgir os primeiros programas de TV com tradução simultânea em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais), o Viva O Gordo, apresentado por Jô Soares, não perdeu tempo e fez um Jornal do Gordo, para pessoas mais ou menos surdas. A novidade é que o já saudoso Paulo Silvino, que já havia apresentado com Jô o hilariante quadro Rádio Cruzeiro, foi escolhido para apresentar o telejornal. Com uma seriedade de fazer inveja à “múmia paralítica” do Planeta dos Homens, Paulo fazia as honras da casa (apresentando notícias de verdade, por sinal), e Jô soares “traduzia” tudo para uma versão particular da linguagem de sinais. Olha aí.

Em 1986 – isso saiu até na Placar – Gilberto Gil, então Secretário de Cultura da Bahia, tinha declarado que apoiaria Pelé se ele fosse candidato à Presidência. Isso virou assunto do Jornal do Gordo.

Nesse aqui, (desativaram o embed do vídeo) rola um diálogo entre Paulo e Jô e o papo pra pessoas “mais ou menos surdas” vai pro cacete

O vídeo abaixo foi feito com certeza em 1986, já que o assunto é o filme Je vous salue Marie, de Jean-Luc Godard.


Foto: Tata Barreto/Globo