Surgiram, como você viu há alguns dias numa porrada de sites e também no POP FANTASMA, imagens coloridas do Velvet Underground em sua segunda mais famosa formação – a que substitui John Cale por Doug Yule. As imagens foram feitas em 1969, quando a banda estava tocando num evento de protesto contra a Guerra do Vietnã em Dallas. Os filmes estavam entre “centenas de bobinas não marcadas, não identificadas ou danificadas” na Coleção G. Williams Jones Film & Video, um arquivo da Universidade Metodista do Sul de Dallas, Texas.

E tem mais novidade agora: o pessoal de uma loja online chamada Past & Present, que faz relógios de parede decorativos usando CDs como mostradores, resolveu incrementar seu canal do YouTube dando uma bela editada num dos tais vídeos coloridos do Velvet Underground e fabricando seu próprio clipe da banda.

Primeiro, repararam que boa parte de um dos vídeos era composto de uma gravação (sem áudio) de Beginning to see the light, música do terceiro disco do grupo, The Velvet Underground, de 1969. Depois, remexeram nas imagens do filme e juntaram tudo com o áudio da canção como foram gravadas pelo Velvet em 1969 no Matrix, em San Francisco, Califórnia. Por acaso vai sair em vinil pela primeira vez o box The complete Matrix tapes,  com essas gravações – você já leu sobre isso aqui.

O resultado dessa trabalheira, você confere aí embaixo. Parece um clipe “de relançamento” feito por uma gravadora e tem um acabamento que, engana daqui, engana dali, parece coisa de profissional.

Ah, sim, eles já tinham feito coisa parecida com um vídeo de Venus in furs, repleto de imagens do Velvet no palco, no comecinho da carreira.