As emissoras alemãs de TV nos anos 1970 e 1980 tinham muitas pérolas pop. E incluídas nisso, algumas imitações bem interessantes do Top of the pops, rei dos programas de música da Inglaterra. Uma delas era o Rockpop, exibido pela emissora pública ZDF entre 1977 e 1982. Foi tempo suficiente para o programa virar uma espécie de central do punk, do pós-punk e do heavy metal, programando aparições de nomes como Scorpions (orgulho local), Suzi Quatro, Siouxsie & The Banshees, AC/DC e até mesmo o Kraftwerk.

O AC/DC escolheu lançar lá Highway to hell, enquanto Suzi Quatro releu Breakdown, de Tom Petty. A grande diferença que o Rockpop incluía no mercado de programas pop é que boa parte do material que era apresentado lá era feito ao vivo, sem dublagens.

Siouxsie and The Banshees apresentaram Hong Kong garden. Os Scorpions, em 1978, deram aquela esfumaçada no palco para apresentar He’s a woman, she’s a man.

Apesar de os artistas darem o sangue no palco, vale citar que a plateia não era das mais participativas, não. Em muitos casos, não rolavam nem mesmo aquelas dancinhas sem graça que a plateia do Top of the pops fazia. O público ficava muitas vezes imóvel, só olhando o artista passivamente e em alguns casos, ficava de costas para a plateia e precisava se virar pra assistir (!).

Ah sim, pega aí o Kraftwerk com The robots, no original alemão.

Pega aí também Rezillos com Flying saucer attack.

Tem conteúdo extra desta e de outras matérias do POP FANTASMA em nosso Instagram.