Olha que interessante: a Fender, marca de instrumentos musicais, divulgou não faz muitos dias um vídeo em que ninguém menos que o músico, produtor (e co-fundador do Chic) Nile Rodgers conta a história de Let’s dance, clássico de David Bowie que ele produziu.

A história diz que antes de decidir por Nile, Bowie já tinha apalavrado com o velho amigo Tony Visconti (que produziu vários clássicos seus) de fazer mais um álbum com ele. Após sair da RCA, Bowie havia assinado um contrato milionário com a EMI e precisava fazer um disco que vendesse bem – e justamente numa época difícil, de contratos de milhões de dólares, clipes uberproduzidos e dinheiro a rodo rolando pelas gravadoras.

Só que Tony começou a se preparar para trabalho com Bowie no novo disco (que se chamaria Let’s dance e sairia em 1983), e esses encontros não vinham. Um dia ligou para a secretária de Bowie, Coco, e ouviu o que não esperava: Bowie já estava trabalhando com outra pessoa e não precisava dos serviços dele. Essa pessoa era Nile, que Bowie tinha encontrado num clube no fim de 1982 e com quem tinha conversado por várias horas. Um tempo depois, o cantor ligou para Rodgers para oferecer a produção do disco.

O desafio que Bowie tinha pela frente era enorme: numa época em que estrelas da música disco, que já haviam feito muito sucesso, iniciavam namoros com o lado mais comercial do rock, ele queria fazer um álbum dançante, mas que soasse orgânico. No vídeo, Nile recorda que Bowie já o procurou com a ideia de “fazer um álbum de hits”. Um dia o cantor procurou Nile em sua casa e tocou alguns acordes para ele, que eram a gênese de Let’s dance, a música.

O que os dois tinham na mão era uma música que – de acordo com o que Nile toca na guitarra – lembrava algo que poderia estar no repertório do Fleetwood Mac, ou até do R.E.M. Nile diz ter recorrido ao jazz para dar uma mexida na canção e transformá-la em algo com groove. O músico, que recebeu crédito apenas como arranjador e produtor na faixa, foi torcendo tudo e mexendo os acordes até chegar perto do resultado que você ouve no single. Veja com legendas.