Quando a EMI estava para lançar Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles, a gravadora ficou realmente cagada de medo do fato da banda ter escolhido para a capa uma espécie de instalação com várias fotos de pessoas ilustres, vivas e mortas. Algumas delas foram descartadas de cara – Gandhi, Jesus Cristo e até mesmo Adolf Hitler quase estiveram por lá, mas saíram fora antes que desse merda. Por precaução, a empresa mandou o jurídico procurar todas as pessoas que estariam na futura capa.

Aparentemente não houve quem não curtisse a ideia de estar na capa do disco novo dos Beatles. A veterana atriz hollywoodiana May West estranhou um pouco no começo o pedido da banda e da gravadora para que sua foto estivesse lá, e chegou a responder com um “o que eu estaria fazendo num clube de corações solitários?”. Os Beatles mandaram uma cartinha educada para ela e May acabou topando.

Agora, um caso bastante bizarro envolvendo a capa do disco foi a de um ator que, lá por 1967, já havia sido considerado um dos grandes nomes da comédia americana. Leo Gorcey, filho e irmão de atores, era conhecido pelos seus papéis de jovem (er) punk, no sentido que a palavra tinha antes de punk virar um movimento: moleque de rua, traste, inútil, etc.

Leo era famoso por aparecer com bastante destaque em séries como Dead End Kids e Bowery Boys, entre os anos 1930 e 1950. Nos anos 1960, andava sumido das telas, fez papéis pequenos e estava lutando bastante contra o alcoolismo. A vida íntima de Leo não era assim tão diferente dos papéis que ele interpretava no cinema. Mas seja como for, os abusos aumentaram bastante depois que seu pai morreu num acidente de automóvel, em 1955. Naquela época, Leo pediu um aumento de salário à produção de Bowery Boys e acabou sendo tirado da série, que continuou com um substituto (e não duraria mais que dois anos após isso).

Leo chegou a ganhar um recorte de papelão na capa do disco, mas quando a EMI foi pedir autorização ao ator, rolou uma ducha de água fria: Gorcey pediu US$ 400 para aparecer lá. A banda e a gravadora concluíram que já havia gente demais na capa (e não dava para gastar mais com aquele lay out, que já estava chegando a 3 mil libras) e todo mundo desistiu de Gorcey. Difícil dizer se algo teria mudado na vida do ator, que andava sumido, com aquela capa. Mas na imagem final de Sgt Pepper’s ficou um buraco de céu azul ao lado de uma das varga girls, as garotas pintadas pelo peruano Alberto Vargas.

Por sinal, um detalhe bizarro a respeito de Leo: o ator morreu (de insuficiência hepática, por causa do abuso do álcool) exatamente dois anos depois do lançamento de Sgt Pepper’s, em 2 de junho de 1969.

Veja também no POP FANTASMA:
– Quando Jesus, Gandhi e Hitler (!) quase apareceram na capa de Sgt. Pepper’s
E a capa de Candy-O, dos Cars, que foi feita por um mestre das pin-ups?