Tá aí uma coisa que nunca imaginei ver na vida: a vez em que o cineasta Jean-Luc Godard fez um comercial de loção pós-barba da Schick (!).

Por sinal, o filme, feito em 1971, traz uma situação difícil de ser vista em comerciais: um casal que acorda sobressaltado discutindo aos berros uma notícia no rádio sobre a Palestina (até que o cara usa a loção pós-barba da Schick e fica tudo bem).

Mas enfim, que Godard fez o comercial, fez. A atriz é a mesma Juliet Berto que aparece em vários filmes dele.

Ao que consta, o filme foi feito quando Godard e Jean-Pierre Gorin montaram um coletivo de cineastas chamado Grupo Dziga Vertov, em homenagem ao documentarista de mesmo nome.

A experiência durou de 1968 a 1972 e, segundo um site chamado Film Brain, os dois conseguiram um contrato com a agência Dupuy-Compton e o tal filmete da Schick veio daí. Negócio da China, ao que parece.

“Contanto que propusessem uma ideia por mês e filmassem uma dessas ideias a cada ano, rolaria pagamento. Para o anúncio da Schick, eles solicitaram um orçamento para cerca de uma semana de filmagens, mas concluíram o anúncio inteiro em meio dia”, diz o texto.