Atração de curta duração do verão de 1967 no canal americano ABC, o Malibu U era apresentado pelo astro Ricky Nelson e funcionava como uma espécie de (er) Só toca top da era da psicodelia. O argumento era um tanto quanto maluco, mas funcionou por sete edições: Nelson era o reitor de uma universidade fictícia chamada Malibu U, que recebe algumas das maiores estrelas do universo pop para shows semanais (na verdade, pequenos clipes).

A atração recebeu nomes como Frankie Valli, Annette Funicello (a rainha da “turma da praia”), Marvin Gaye, Dionne Warwick, Buffalo Springfield, Engelbert Humperdinck. Mas se tornou mesmo célebre por ter recebido ninguém menos que o ator Leonard Nimoy, surfando uma onda maneira de sucesso graças ao Dr. Spock de Star trek. Só que no Malibu U ele lançou sua carreira paralela de cantor, soltando a voz, cercado de gatas, no anti-hit The ballad of Bilbo Bolseins (“a balada de Bilbo Bolseiro”). Você até já leu sobre isso no POP FANTASMA.

E no penúltimo dia de Malibu U, 25 de agosto, quem apareceu por lá foram os Doors, já em vias de lançar o segundo disco, Strange days (setembro de 1967). Só que eles foram apresentar Light my fire, do primeiro disco, num musical maluco que começava e terminava com um incêndio, e ainda tinha a participação especial de uma modelo loura que pegava fogo.