O Red Hot Chili Peppers teve várias mudanças de formação. E ainda teve uma formação-relâmpago, e bota relâmpago nisso. Keith Morris, vocalista dos Circle Jerks e do OFF!, assumiu os vocais no lugar de Antohny Kiedis por um dia, em 12 de maio de 1984.

Antes de mais nada, para entender o que aconteceu, basta saber (e o assunto é MUITO bem coberto pela autobiografia Scar tissue) que Anthony Kiedis era um sujeito muito louco desde a adolescência. Ao contrário da maioria das bandas, que passam a tomar drogas classe A quando se tornam famosas, o cantor dos Red Hot Chili Peppers conheceu a heroína bem novo e vivia uma vida de excessos quando os RHCP eram apenas uma banda promissora. Foi numa dessas que o cantor, doidaralhaço, desapareceu, quando a banda estava prestes a dar o maior show da sua vida: uma data no Olympic Auditorium, ao lado de SSD e Minutemen, abrindo para o Suicidal Tendencies.

“A gente costuma dizer que Anthony foi preso por atravessar a rua fora da faixa. Porque ele poderia eventualmente aparecer e falar: ‘Não foi nada disso, eu estava fazendo sexo sadomasoquista no colchão do meu traficante”, brincou Morris na entrevista acima. “Devia haver cerca de 4 mil pessoas lá esperando por eles. Quer dizer, tudo dependia da popularidade dos Suicidal Tendencies, então poderia haver umas 5 mil pessoas”, conta Morris, que naquele mesmo dia, tinha resolvido dar um teco com uma amiga num estacionamento. O “tirinho” inocente do vocalista acabou rendendo e gerando um gasto de 600 dólares com cocaína, e ele não sabia como ia pagar essa dívida. Depois foi encontrar com os amigos dos Red Hot Chili Peppers na apresentação.

“Quinze minutos antes do show, as pessoas da tribo da banda já estavam: ‘Cadê o Anthony?’ Era como se você pudesse repetir o nome dele trinta vezes e ele aparecesse numa nuvem de fumaça, mas o fato é que ele não se apresentou para o show. Ninguém sabia o motivo, porque ele não se preocupou em ligar para ninguém”, recorda. Quando o cancelamento parecia a opção mais sensata, o baixista Flea foi para cima de Morris e propôs: quer subir no palco no lugar de Anthony?

“Eu não sabia absolutamente nenhuma palavra das letras deles! Mas o que eu ia dizer? Eu estava devendo 600 dólares!”, contou no papo. “Flea apontou: ‘Olha, tem dois cases de Budweiser’. Era minha recompensa, vou fazer o que tiver que fazer”. E como os fãs viram a “substituição”? “Quem se importa? Não tinha nenhuma consideração a fazer, era uma dívida de 600 dólares”, contou.

A propósito, uns cartazes do show volta e meia são vendidos por aí.