Uma das coisas mais legais que sempre se pôde ver de Prince no YouTube foi a apresentação do cantor ao lado de Tom Petty, Steve Winwood, Jeff Lynne e Dhani Harrison no Rock And Roll Hall Of Fame, em 2004, quando rolou a indução de George Harrison.

Essa turma homenageou o beatle George tocando seu hit While my guitar gently weeps, composto para o White album dos Beatles (1968). Prince estava no cantinho direito do palco e parecia, inicialmente, mal entrosado com a turma. Até que lá pelo final, o cantor ia para o centro do palco fazer um puta solo de guitarra, que deixou todo mundo feliz. Aliás, falamos desse vídeo certa vez aqui no POP FANTASMA.

>>> Veja também no POP FANTASMA: Sign O’ The Times: tem filme do Prince na TV

Pois bem, deu até no New York Times: o produtor de TV Joel Gallen, que dirigiu e produziu a transmissão original do evento, postou uma versão reeditada dessa performance, tem umas semaninhas. E para os fãs de Prince, a novidade é que tem mais Prince no vídeo.

Joel até fez um comentário no vídeo. “Dezessete anos após esta performance impressionante de Prince, finalmente tive a chance de voltar a editá-la um pouco, já que várias imagens estavam me incomodando. Eu me livrei de todos os excessos e fiz todos os cortes, e adicionei muitos close-ups de Prince durante seu solo. Acho que está melhor agora”, escreveu.

Não está apenas melhor, está fenomenal, até porque o som melhorou muito. Comparar os dois vídeos é coisa para quem curte jogo dos sete erros (colocamos o vídeo novo aí embaixo). Mas dá para perceber alguns close ups a mais, além de imagens duplas (focalizando o rosto de Prince à direita e sua guitarra à esquerda). E uns trechos que qualquer editor de imagens mais careta cortaria o mais rápido possível para não ferrar a transmissão pela TV. Ou deixar um artista achando que apareceu mais do que o outro.

>>> Veja também no POP FANTASMA: Várias coisas que você já sabia sobre Dirty mind, do Prince

E de qualquer jeito o que chama mais atenção, como sempre, é a genialidade de Prince como guitarrista e performer. Não é todo guitarrista que consegue praticamente contar uma história com um solo. Fazer o mesmo com uma performance curta de palco, daquelas em que você rouba a cena, é para poucos mesmo.

O New York Times chama a atenção para um detalhe que ficou mais evidente no novo vídeo. Após jogar a guitarra para o alto no final (uma situação que já rendeu várias piadas e teorias malucas, do tipo “o que aconteceu com a guitarra do Prince?”), Prince nem sequer fica para os aplausos e se manda pelo lado direito do palco, enquanto todos os outros músicos ficam lá para receber as palmas.

No vídeo mais antigo, as imagens não parecem tão claras. O cantor de Purple rain, que já não era das pessoas mais fáceis, estava bastante desentrosado ali e quase tinha ficado de fora da performance, o que deve ter contribuído para o estresse no final. Mas que aquela apresentação não seria a mesma sem Prince, não há dúvidas.

>>> Veja também no POP FANTASMA: E Prince ficou de fora de We are the world

DEIXE UMA RESPOSTA